15 de novembro de 2014

Portugal: A mulher vai ganhar a "guerra" das calças

 
 
Recorte de um velho Diário Popular
 
 
Isto é que eram (outros) tempos…
 
À porta da faculdade de letras de Lisboa....

(em Setúbal também houve esta ”guerra”! Mais acirrada na Escola Técnica do que no Liceu…)

Corria o maravilhoso ano de 1969. A questão era saber se era legal as mulheres usarem calças. É ler porque se trata de um artigo muito interessante para perceber como era a sociedade portuguesa há 41 anos.

No liceu Rainha Santa, no Porto, em 1970, continuava a ser “proibido” às alunas usar calças…
 
 
Recebido por email

Advogado não mente



Um Advogado tinha 12 filhos e precisava sair da casa onde morava e alugar outra, mas não conseguia por causa do monte de crianças.

Quando ele dizia que tinha 12 filhos, ninguém queria alugar porque sabiam que a criançada iria destruir a casa.

Ele não podia dizer que não tinha filhos, não podia mentir, afinal os ADVOGADOS não podem mentir.

Ele estava ficando desesperado, o prazo para se mudar estava se esgotando.

Daí teve uma ideia: mandou a mulher ir passear no cemitério com 11 filhos.

Pegou o filho que sobrou e foi ver casas junto com o agente da imobiliária.

Gostou de uma e o agente lhe perguntou quantos filhos ele tinha.

Ele respondeu que tinha 12.

Daí o agente perguntou: onde estão os outros?!

E ele respondeu, com um ar muito triste: “Estão no cemitério, junto com a mãe deles”.

E foi assim que ele conseguiu alugar uma casa sem mentir...


Não é necessário mentir, basta escolher as palavras certas.


Recebido por email