17 de abril de 2012

Basta de atitude anti-democrática


Uma concentração que estava a ser organizada por dois movimentos da sociedade civil da Guiné-Bissau acabou por não se realizar porque foi dispersada pelos militares, constatou a agência Lusa, ontem, dia 16 de Abril.

Sapo MZ

Maputo: Melhorada capacidade de parto no hospital José Macamo

Melhorada capacidade de parto no hospital José Macamo

Entrega da sala de partos devidamente reabilitada e apetrechada no Hospital Geral José Macamo, em Maputo.

Sapo MZ

Cahora Bassa será totalmente de Moçambique em 2014

O acordo foi ontem assinado, Cahora Bassa será totalmente de Moçambique em 2014

O Primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho acompanhado pelo Presidente de Moçambique Armando Guebuza durante a assinatura dos acordos de contrato de Cahora Bassa, em Maputo, Moçambique, 09 de abril de 2012. Passos Coelho encontra-se numa visita de dois dias a Moçambique para tratar da questão de Cahora Bassa.
Sapo MZ

Ahh, se tivéssemos mar! (João Quadros)

Da crónica de João Quadros no Negócio On-Line:

"Os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE) demonstram que o Pingo Doce (da Jerónimo Martins) e o Modelo Continente (do grupo Sonae) estão entre os maiores importadores portugueses."

Porque é que estes dados não me causam admiração? Talvez porque, esta semana, tive a oportunidade de verificar que a zona de frescos dos supermercados parece uns jogos sem fronteiras de pescado e marisco. Uma ONU do ultra-congelado. Eu explico.

Por alto, vi: camarão do Equador, burrié da Irlanda, perca egípcia, sapateira de Madagáscar, polvo marroquino, berbigão das Fidji, abrótea do Haiti? Uma pessoa chega a sentir vergonha por haver marisco mais viajado que nós. Eu não tenho vontade de comer uma abrótea que veio do Haiti ou um berbigão que veio das exóticas Fidji. Para mim, tudo o que fica a mais de 2.000 quilómetros de casa é exótico. Eu sou curioso, tenho vontade de falar com o berbigão, tenho curiosidade de saber como é que é o país dele, se a água é quente, se tem irmãs, etc.

8 de abril de 2012

Condenados à morte (Hebricartoon)

Barragem de Cahora Bassa "não é só fonte de energia, mas de muita energia política"



Maputo, 07 abr (Lusa) - O economista moçambicano António Francisco considera que na reversão da Hidroelétrica de Cahora Bassa de Portugal para Moçambique "estão interesses privados pouco conhecidos", que podem tornar o empreendimento "não só fonte de energia, mas de muita energia política".

Durante a visita que vai efetuar a Moçambique na próxima semana, o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, e o Presidente moçambicano, Armando Guebuza, vão assinar os documentos finais dos acordos relativos à compra dos 15 por cento que Portugal ainda detém na barragem.


Na sequência de um pacto alcançado em reuniões que decorreram em Lisboa, na semana passada, para a transferência de metade das ações de Portugal, o Estado moçambicano deverá passar a deter a totalidade do capital social da Hidroelétrica de Cahora Bassa (HCB) até 2014.

MNE moçambicano em Díli para reforçar cooperação entre os dois países



Díli, 07 abr (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros de Moçambique, Oldemiro Balói, disse hoje que a sua viagem a Timor-Leste visa "diagnosticar" formas para reforçar a cooperação entre os dois países.

Segundo Oldemiro Balói, a visita visa ter um "quadro completo do que se passa em Timor-Leste" para "diagnosticar melhor as formas" de reforçar a cooperação.

"De um modo geral, as relações entre os nossos países carateriza-se por a nível político serem excelentes, mas a nível da cooperação estarem ainda algo fracas. Um desafio que temos é elevarmos a cooperação a todos os níveis e este é o objetivo geral desta minha visita aqui", salientou o chefe da diplomacia moçambicana.

O INE já publicou a versão rascunho do Inquérito Demográfico e de Saúde (IDS) de 2011


Moçambique: O INE já publicou a versão rascunho do Inquérito Demográfico e de Saúde (IDS) de 2011

Alguns dados interessantes e encorajadores para Moçambique:

Mortalidade infantil baixou consideravelmente (de 147 em 2008 (MICS) para 97 em 2011).

Na área da nutrição:

Desnutrição crónica: 42.6% (MICS 2008: 44%)

Desnutrição aguda: 5.9% (MICS: 4.2%)

Baixo peso para idade: 14.9%

Anemia nas crianças: 69% (Estudo 2002: 75%)

Anemia nas mulheres: 54% (Estudo 2002: 48)

A situação do aleitamento materno exclusivo nas crianças de 0-5 anos melhorou: 41%

O documento ainda não contem dados sobre a suplementação com vitamina A e o consumo de sal iodado.

Se quiserem comparar podem encontrar o estudo realizado anteriormente em IDS 203.

Sapo MZ

Moçambique: Entrega de contentores para o lixo em Namaacha



Contentores de conservação de resíduos sólidos foram entregues no distrito de Namaacha, província de Maputo, no âmbito da campanha de saneamento do meio.

Sapo MZ

Maputo: Mulheres participam no lançamento do Ano Internacional das Cooperativas



Mulheres das cooperativistas moçambicanas participam na cerimónia do lançamento oficial do Ano Internacional das Cooperativas em Moçambique.

Sapo MZ

Zuma diz que não haverá eleições no Zimbabwe antes da Nova Constituição

Joanesburgo, 08 ABR (AIM) – O Presidente da África do Sul, declarou, sábado, na sua qualidade de mediador do problema zimbabweano, que não haverá eleições no Zimbabwe sem a conclusão do processo das reformas constitucionais naquele país da região.

A lógica do João...



O avô conta ao seu neto João as grandes mudanças que aconteceram na sociedade portuguesa, desde a sua juventude até agora...

«Sabes, João, quando eu era pequeno, a minha mãe dava-me dez escudos, que agora são 5 cêntimos, e com isso mandava-me à mercearia da esquina. Então eu voltava com um pacote de manteiga, dois litros de leite, um queijo, um pacote de açúcar, um pão e uma dúzia de ovos..!"

E o João perguntou-lhe:

«Mas avô, na tua época não havia câmaras de vigilância?»