26 de agosto de 2011

O desvio (Henricartoon)

O mais rico (Henricartoon)

Duas fendas na coligação (Henricartoon)

297 escolas para abate (Henricartoon)

O dono do mundo (Henricartoon)

Moçambique 1974 - O Fim do Império e o Nascimento da Nação


Moçambique 1974 - O Fim do Império e o Nascimento da Nação lançado na Beira

O centro cultural português da Beira assistiu na última 3ª feira ao lançamento do livro “ Moçambique 1974 - O Fim do Império e o Nascimento da Nação” de autoria do escritor Fernando Couto, irmão mais velho de Mia Couto.

Fernando Couto nega que lhe chamem de escritor ou então historiador e na sua opinião a sua obra é também um desafio as universidades e historiadores nacionais.

O livro “Moçambique 1974 - O Fim do Império e o Nascimento da Nação”, tem 473 páginas e foi editado pela Ndjira.

Por Joslain Nkoumba
Fonte: TIM, 26 Agosto 2011

Moçambique: Descoberta grande reserva de gás natural na bacia do Rovuma


Descoberta uma grande reserva de gás natural na bacia do Rovuma

É a quinta descoberta na bacia do Rovuma

Moçambique soma e segue no sector dos recursos minerais, sobretudo hidrocarbonetos.

A empresa norte-americana “Anadarko” acaba de descobrir na bacia do Rovuma, no extremo Norte do Pais, uma grande reserva de gás natural.

Segundo a Anadarko, o poço de 70 metros de profundidade, tem cerca de 169 mil milhões de metros cúbicos de gás natural liquefeito.

É a quinta descoberta da Anadarko na bacia do Rovuma, depois da outra revelada em Fevereiro último.

Moçambique: Baía de Maputo


Baía de Maputo

Vista da Baía de Maputo. Dois navios chegam ao porto de Maputo.

Moçambique: Ilha de Moçambique


Ilha de Moçambique

Cadeia da Fortaleza de São Sebastião, na Ilha de Moçambique.

Moçambique: Cidade de Maputo


Cidade de Maputo

Vista da cidade, do outro lado do Clube Marítimo de Maputo.

21 de agosto de 2011

Dirigente do MPLA acusa "caluniadores" de quererem "denegrir" Presidente


Dirigente do MPLA acusa "caluniadores" de quererem "denegrir" Presidente José Eduardo dos Santos

Luanda, 20 ago (Lusa) - Um dirigente provincial do partido no poder em Angola acusou hoje os que pretendem "denegrir" o Presidente José Eduardo dos Santos de serem "caluniadores", segundo a agência noticiosa angolana Angop.

Bento Bento, primeiro secretário provincial do MPLA, que intervinha no ato político-cultural que marcou hoje em Luanda a abertura do programa comemorativo do 69º aniversário natalício do líder angolano, salientou que os "caluniadores não são patriotas, pelo que merecem a repulsa dos verdadeiros filhos de Angola".

Os filhos de Angola, acrescentou, devem assegurar que "de agora em diante não será mais permitido que continuem a surgir esse tipo de tramas no país, sobretudo em Luanda".

Bento Bento teceu críticas aos "detratores dos angolanos" que, segundo disse, "procuram denegrir os seus governantes a todo o custo".

Moçambique: Acesso à informação é um direito


Acesso à informação é um direito

Com o jornal encostado ao tronco da árvore, um senhor lê o jornal. O acesso à informação deve ser facilitado para que em qualquer lugar ou altura possa ser acedida. O direito dos cidadãos à informação é um requisito imprescindível para a viabilização de qualquer processo democrático.

Maputo: Arte de rua


Arte de rua

Entre os vários trabalhos expostos no Mercado Central da Baixa, destaca-se um porco colorido, coberto por tampas de refrigerantes populares como da Coca Cola, 7 UP, Sprite ou Pepsi.

Maputo: Brilho no sapato


Brilho no sapato

Os engraxadores de sapatos estão espalhados em várias esquinas da cidade de Maputo.
Quem sai às pressas de casa, pode sempre parar por cinco minutos e dar aquele brilhos nos sapatos, até mesmo os nossos polícias de trânsito.

Moçambique: Chapéu de cartão


Chapéu de cartão

Numa altura em que se fala muito em proteger o meio ambiente, jovens do ensino secundário responderam à chamada e trouxeram para o Basquete Show do passado sábado, chapéus de cartão para mostrar que é possível reutilizar o cartão e dar uma utilidade ainda maior.

Moçambique: Um bluespoted pufferfish nas águas de Vamiz


Um bluespoted pufferfish nas águas de Vamiz

A ilha de Vamiz é uma das mais belas de Mocambique. É a zona escolhida por turistas mas também por mergulhadores para apreciar a flora nacional. Na imagem, um bluespoted pufferfish, um dos peixes que podem ser observados nas águas cristalinas de Vamiz.

8 de agosto de 2011

Frelimo repudia afirmações belicistas do líder da Renamo

FRELIMO REPUDIA AFIRMACOES BELICISTAS DO LIDER DA RENAMO

O partido Frelimo, no poder em Moçambique, repudia recurso ao discurso belicista de Afonso Dhlakama, o líder da Renamo, a maior força da oposição do país.

Dhlakama ameaçou em reagrupar os seus antigos guerrilheiros e os aquartelar, em clara referência a uma preparação para uma guerra, assim como derrubar o executivo e instalar uma governo de transição, caso a Frelimo não renuncie e convocar novas eleições.

Um comunicado de imprensa do Gabinete de Mobilização e Propaganda da Frelimo recebido hoje pela AIM afirma ser 'incompreensível que justamente no mês em que a comunidade muçulmana se dedica ao jejum e cultiva a Paz, a tolerância, o amor, o líder da Renamo aparece em contra mão com um discurso violento e belicista, agredindo os mais elementares valores do Ramadão'.

O documento refere também ser incrível que em Dezembro, mês em que os cristãos celebram o nascimento de Cristo e dedicam-se ao cultivo do amor, da paz e da harmonia, o líder da Renamo queira transformar esse momento em mês sangrento.

6 de agosto de 2011

Dhlakama diz que situação está pior do que no tempo colonial

Dhlakama diz que situação está pior do que no tempo colonial

O presidente da RENAMO, maior partido da oposição em Moçambique, considerou que se vive uma situação “pior do que no tempo colonial” e acusou os europeus de conivência, “adiando a democracia multipartidária” no país.

“Eu não estou aqui para elogiar o colonialismo português mas em termos de repressão, de falta de democracia, até de discriminação é pior agora do que no tempo colonial”, acusou Afonso Dhlakama, em entrevista à Agência Lusa, em Quelimane, antes de iniciar uma digressão partidária pela Zambézia.

O dirigente disse que a questão não era a de se sentir perseguido ou vigiado, “mas a democracia que está a desaparecer” e deu como exemplo a recente mudança de governo em Portugal para lamentar “a falta de alternância governativa que nunca houve” no seu país, desde a independência, em 1975.

Dhlakama ameaça dividir o país "em pedacinhos" se FRELIMO "não ceder"


Moçambique: Dhlakama ameaça dividir o país "em pedacinhos" se FRELIMO "não ceder"

O líder da RENAMO, Afonso Dhlakama, afirmou que Moçambique pode ser “dividido em pedacinhos” se a FRELIMO não aceder à sua proposta de um governo de transição para o país, e disse ser essa situação “um mal pequeno”.

“O governo de transição vai ter como tarefa despartidarizar as instituições do Estado. Hoje, até para um aluno passar de classe tem que ir ao comício do (Presidente da República, Armando) Guebuza. Queremos parar com esta situação pacificamente e, se não aceitarem, Moçambique vai ser dividido ao meio, acabou”, ameaçou Dhlakama numa entrevista à Agência Lusa, em Quelimane, capital da província da Zambézia.

O líder do maior partido da oposição falava antes de iniciar uma digressão por aquela província, que já foi uma praça-forte da RENAMO mas que hoje vota maioritariamente na FRELIMO.

Novo Homem Aranha tem origem latina e afro-americana


Novo Homem Aranha tem origem latina e afro-americana

A editora Marvel Comics lançou esta quarta-feira uma nova publicação de banda desenhada do Homem Aranha, que agora se chama Miles Morales e é um adolescente metade latino e metade afro-americano de Nova York.

O novo Homem Aranha, um dos personagens mais antigos das histórias banda desenhada, vive com seus pais no popular bairro do Brooklyn (sudeste), mas continua a disfarçar-se de vermelho e azul para combater o mal em outras partes da cidade.

A encarnação anterior do Homem Aranha, Peter Parker, era um órfão branco procedente do também popular Queens (nordeste). Parker morreu em Junho passado durante um confronto com seu arqui-inimigo, o Duende Verde.

"Quando surgiu a oportunidade de criar um novo Homem Aranha, sabíamos que precisava ser um personagem que representasse a diversidade, tanto em questão de origem como experiência do século XXI", afirmou em comunicado o redator-chefe da Marvel Comics, Axel Alonso.

"Miles é uma personagem que não apenas continua com a tradição das personagens como Peter Parker, como também mostra por que é um novo e único tipo de Homem Aranha, e digno desse nome", acrescentou.

O Homem Aranha é um dos super-heróis de banda desenhada mais famoso do mundo. Em Março passado, uma cópia da primeira revista em que apareceu, em 1962, foi leiloada por 1,1 milhão de dólares. O preço original da revista era de apenas 12 centavos de dólar.

Sapo MZ, 03 de Agosto de 2011

Moçambique: Hora do almoço!


Um bom prato de camarão bem grelhado para começa uma tarde de trabalho ou de férias, já a pensar no fim-de-semana.

Maputo: Espiritualidade na praia


Todas as quartas-feirras, os “Maziones” – nome que dão às pessoas da religião/seita “Zione” – encontram-se na praia, para um culto que dura o dia todo.

Maputo: Ruínas do passado


Homem feito de várias tampas de refresco e cerveja pedalando numa bicicleta à procura do seu passado em Maputo.

5 de agosto de 2011

Moçambique: Tráfego em Maputo


Na avenida 25 de Setembro na cidade de Maputo, o fluxo de veículos dificulta a condução.

Táxi-Burro: O meio de trasporte alternativo em Maputo


Quando não houver transportes em Maputo, haverá sempre uma alternativa, o táxi-burro.

Moçambique: Pôr-do-sol em Maputo

O pôr-do-sol visto entre os cabos alta tensão na zona da Maquiagem, em Maputo.